Terapeuta Holística: Jaldirene Bezerra

Acredito no amor incondicional, na paz interior e na evolução humana.
Como qualquer um, cometi erros e acertos. Muitas vezes fui fraca e muitas vezes forte. Em algumas ocasiões me faltou confiança, em outras agi com determinação e segurança.

Muitas vezes me perguntei o porquê dessa dualidade. Ainda não tenho uma resposta exata, mas descobri que somos nós que atrelamos valor ou peso aos acontecimentos no decorrer da nossa vida.

A alegria, a tristeza, o amor, o ódio, a covardia, a coragem nos acompanham desde o momento do nosso nascimento até a nossa morte. É como reagimos até hoje.

Há muito tempo comecei meu processo de autoconhecimento, aliás desde que me conheço por gente, sempre questionei determinados padrões de comportamento, e observei muitas contradições daquilo que é dito e do que realmente é feito.

Muitas vezes isto dava um nó na minha cabeça porque o número de pessoas que diziam uma coisa e faziam outra era muito grande, inclusive eu, mas enfim, o objetivo não é colocar nenhuma culpa, ou fazer críticas destrutivas, porque também aprendi que isso não leva a lugar nenhum.

Com o tempo fui aprendendo a fazer minhas escolhas diante de cada situação vivida, sendo essa situação boa ou ruim, aprendi a SENTIR que a responsabilidade da minha existência, da minha felicidade, do meu bem-estar, dependia exatamente disso: De fazer minhas escolhas e arcar com as consequências e simplesmente aprender com toda essa dualidade...

O desapego me ajudou muito. Desapegar significa deixar muito mais leve as nossas escolhas, abrir mão, desconstruir, e seguir uma orientação interior, seguir aquela voz do coração que muitas vezes não conseguimos ouvir devido à grande poluição que carregamos nesse mesmo coração...

No começo parecia muito difícil, mas com o tempo comecei a entrar em contato com a minha força interior, e a partir disso passei a viver com mais serenidade, com mais prazer, com mais confiança, até mesmo nos momentos caóticos, porque também aprendi a SENTIR que tudo realmente passa, e esse comportamento foi se tornando natural.

Claro que muitas vezes acontecem as recaídas, mas de novo faço a escolha de acreditar em algo melhor e continuo a jornada.

Minha intenção em falar um pouco da minha trajetória pessoal não é me colocar como um exemplo, nem como uma pessoa melhor ou pior. Pretendo dizer que eu sou igual a você que está lendo essa mensagem. O que muda é que cada um pode fazer suas escolhas, do jeito que quiser, no tempo que quiser, nas condições que puder, podemos optar pelo caminho do autoconhecimento, mas a trajetória será diferente para cada um.

Acho importante compartilhar nossos caminhos porque aprender deles sempre facilita nossas escolhas. Isto nos ajuda a desconstruir padrões enrijecidos. Às vezes escolher o improvável pode ser o melhor caminho, mas para isso é necessário fortalecer nossa base interna, nosso chão, para ouvirmos o canto do nosso coração...

Quando seguimos a voz do coração nossas atitudes condizem com a nossa fala, aprendemos a ser mais honestos conosco e como consequência com todos os que nos cercam.

No final das contas a dualidade faz parte da natureza humana, o tom quem escolhe somos nós, até nos tornarmos UNO.

A felicidade está em cada respiração, em cada movimento, em cada olhar, em cada momento vivido...

A tristeza também faz parte de cada respiração, de cada momento, de cada olhar, dependendo do momento vivido, e como tudo na vida é algo passageiro...

Continuo meu caminho, me conhecendo, me fortalecendo, às vezes sorrindo, às vezes chorando, mas hoje consigo ser feliz mesmo quando estou triste, porque simplesmente isso faz parte de uma evolução e da minha escolha...

Amo minha escolha de profissão, porque através dela posso compartilhar o amor incondicional, a paz interior e ajudar outras pessoas a se fortalecerem e construírem sua própria receita para vivenciarem seus desafios pessoais.
Faça a sua escolha, porque algo melhor foi feito para todos nós...


Agradeço sua atenção
Um Abraço Fraterno


Jaldirene Bezerra
Uma eterna aprendiz

Corpo e alma em harmonia